ban pref mao out 18

b pref mao

12 MILHÕES AOS PROFESSORES MUNICIPAIS

Prefeito premia professores por desempenho positivo no Ideb e convoca aprovados em concurso

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br

Certamente nenhum prefeito tem agido com tanto zelo e prestigiado tanta uma categora como a dos professores, e neste sentido Arthur Neto decidiu premiar, como forma de valorização ao educador, desta feita o prefeito concede premiação no valor total de R$ 12 milhões aos professores da rede municipal de ensino, e isto tudo devido aos resultados positivos obtidos no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Agora, Manaus está entre as 10 melhores Capitais do país.

Em reunião com a imprensa, ladeado por secretários municipais e vereadores, no gabinete da Prefeitura, nesta tarde de quinta, 10, Arthur Neto garantiu que ao invés de uma grande festa comemorativa, com os 12 milhões de reais, e decidiu premiar os educadores, que também receberão o pagamento de mais R$ 3 milhões correspondentes às Progressões por Tempo de Serviço e Titularidade, bem como ao Reenquadramento para mais de 13 mil servidores, entre professores e administrativos, além de convocar 64 educadores aprovados no concurso da Secretaria Municipal de Educação (Semed) para atuarem, exclusivamente, em escolas da zona Rural. Ao todo são 15 milhões de premiação.

“Assim como todas as nossas ações pedagógicas para melhorar os índices educacionais na capital, a valorização dos professores também é tratada como prioridade na nossa gestão, porque educação de qualidade só se constrói melhorando as condições de trabalho dos professores, investindo em pedagogia e na infraestrutura. Hoje, estamos premiando os professores que estão preparando as nossas crianças em nível de elite”, afirmou Arthur Neto.

O prefeito destacou, ainda, a continuidade das ações de valorização ao servidor da educação, com benefícios que serão incorporados na remuneração dos profissionais e serão considerados na aposentadoria. “Não concordamos com essa política de abono, porque o abono é sobra de um recurso que deveria ser investido numa melhor educação. Foi o que fizemos e prova disso é nossa evolução no Ideb”, apontou.

“Investimos em novas metodologias de ensino e aprendizagem, em novas unidades e em ganhos reais para os professores, que são incorporados aos seus salários”, completou o prefeito, acrescentando que com uma política de austeridade, a prefeitura conseguiu economizar recursos próprios, destinando à manutenção das escolas, podendo assim, direcionar aos professores parte do valor do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

45182373032 3e241072bc z

“Os professores são a peça fundamental do processo educativo. Estamos mostrando para a cidade que nosso foco está mesmo na valorização da categoria, voltado para aquilo que é a nossa principal razão de existir: proporcionar uma educação de qualidade aos nossos mais de 238 mil alunos”, disse a secretária Municipal de Educação (Semed), Kátia Schweickardt.

REFERÊNCIA NACIONAL

Buma política voltada com muito empenho para resgatar avanços e lutar para se manter com um ensino dedicado, de qualidade, a Prefeitura de Manaus vem tendo ganhos, e hoje é referência nacional na gestão da educação, alcançando a meta projetada pelo Ministério da Educação (MEC) para 2021 nos Anos Iniciais, e superando o índice para igual ano em relação aos Anos Finais do Ensino Fundamental.

E isto, saegundo Arthur Neto é devido ao empenho de sua equipe, “onde damos um salto que Manaus conseguiu dar nos últimos dois anos nas notas do Ideb é consequência não só do empenho dos servidores, mas também no investimento realizado com o dinheiro do Fundeb, resultando em melhorias na qualidade da educação”, disse o prefeito.

O valor da premiação e das progressões totaliza R$15 milhões. Para a premiação dos professores pelo desempenho no último Ideb será destinado o valor de R$ 12 milhões, pagos integralmente na folha de outubro, sendo R$ 1.200 para professores que trabalham 20 horas semanais e R$ 2.400 para professores que cumprem carga horária de 40 horas. Já as progressões serão pagas em novembro, com retroativo de outubro, por conta da necessidade de formalização do decreto. A partir de dezembro, o calendário normal seguirá normalmente.

MAIS 64 NOVOS PROFESSORES

Também foram convocados os últimos 64 professores aprovados no concurso da Semed 2017/2018, para atuarem, exclusivamente, em escolas da zona Rural. O concurso ofereceu 400 vagas, sendo para turmas do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, Educação Infantil, Artes, Ciências, Educação Física, Ensino Religioso, Geografia, História, Inglês, Língua Portuguesa e Matemática.

-- --

Foto: Mário Oliveira/Interna

Com Semcom PMM

ban zona 

ban gov am

 

sarampo susam

agnorte logo02

© 2015 Agência Norte Online. All Rights Reserved. Designed By HM