O QUE VIRÁ DEPOIS DO ENCONTRO DE SUELY COM MINISTROS

...Nada mais óbvio, e espera-se que ela consiga impor a devida  pressão ao governo federalpara que tais medidassejam executadas....

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br

Por Marlen Lima

Vamos lá.

A governadora Suely Campos fez as exigências que cabe ao seu papel como governante do Estado às autoridades federais para a resolução total ou em parte da problemática da migração de estrangeiros em solo roraimense. Nada mais óbvio, e espera-se que ela consiga impor a devida  pressão ao governo federalpara que tais medidassejam executadas. O que ela não conseguiu, até então.

Hoje, os venezuelanos são os que mais chegam, sem nenhum controle pelas fronteiras de Roraima. Assim, ficou acertado na reunião com a comitiva ministerial que passou nesta quinta, 8, por Boa Vista, que o Governo Federal assuma o controle das fronteiras e esta crise migratória que vem da Venezuela, que a partir de 2015 só veio crescendo.

Com Suely estavam reunidos os ministros da Justiça, Torquato Jardim; da Defesa, Raul Jungmann, e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Sérgio Westphalen Etchegoyen, além de secretários de Estado e demais políticos. 

Aos ministros foram entregue documento com 11 medidas que visa no primeiro momento minimizar o impacto causado pela crise migratória e a vulnerabilidade dos imigrantes. Só no ano passado, a Polícia Federal registrou 17.130 pedidos de refúgio de estrangeiros.Segundo dados do governo, atualmente em Boa Vista tem mais de 40 mil venezuelanos. Nos três abrigos do Governo do Estado (dois em Boa Vista e um em Pacaraima) são 1.347 pessoas que por lá estão vivendo.

Para os ministros Suely disse que o seu goerno está fazendo a sua parte. ainda que de forma tardia em tomar algum tipo de providências, a governadora listou tais ações, caso dos abrigos onde os venezuelanos foram instalados, muito a aquém do que se deve. Ala listou ainda os gastos de Saúde, Educação e Infraestrutura, além de questões sociais.  

Entre o que se foi conversado, foi solicitado que o Exército faça policiamento ostensivo em Pacaraima e que ali seja instalado um posto de triagem, além de que se tenha o restabelecimento de barreira sanitária e de vacinação no Município de Pacaraima e edição de ato normativo que torne obrigatória a vacinação de estrangeiros para o ingresso no Brasil, pela fronteira de Roraima.

PINICO

Aproveitando a passagem dos ministro da Justiça, suely pediu 'pinico' para algo que tem mostrado uma total incapacidade do Estado de cuidar, que é do sistema penitenciário de Roraima, onde fugas são constantes de presos, e somado a isto, com avalanche de estrangeiros, e mais os 'fujões', Boa Vista vive uma onda de assaltos. Diante disto, deste caos, o governo solicitou a atuação imediata da Força Tarefa de Intervenção Penitenciária, com o envio de um efetivo mínimo de 100 agentes, pelo período de 180 dias.

Suely aproveitou ainda para pedir liberação de recursos, por meio do Ministério da Justiça, para aquisição de veículo especial com escâneres, para fiscalização de automóveis e cargas nas fronteiras, além de Data Center, para viabilizar a utilização do Procedimento de Polícia Judiciária Eletrônica (PPE) e fomentar a inteligência do Sistema de Segurança de Roraima.

 

Da parte federal, claro, houve o comprometimento em atender a todas as demandas exigidas. Como primeiro ponto, segundo o ministro da Justiça, Torquato, garantiu que a curto prazo, o Governo Federal vai reforçar a seguranca na faixa de fronteira, com a presença de 100 militares do Exército e policiais Federais, para somar aos 100 que já atuam na fronteira.

O emprego de mais efetivo vai ajudar na identificação dos imigrantes que chegam ao município de Pacaraima, na fronteira com a Venezuela. Dessa forma, vamos impedir que ocorram os mais diversos crimes como o tráfico de drogas e armas”, ressaltou Jardim Torquato.

A segunda medida pelo Governo Federal está relacionada à formalização dos imigrantes venezuelanos no mercado de trabalho local. Conforme o Ministro da Justiça, os procedimentos quanto a isso já estão sendo adotados e devem ser colocados em prática em um prazo de 90 dias.

Vamos agiliar a revalidação dos diplomas daqueles imigrantes que possuem formaçao superior, para que eles possam trabalhar no País. No caso dos médicos, além de terem seus diplomas revalidados, serão incluídos no Programa Mais Médicos, do Governo Federal”, garantiu Jardim. 

Agora é esperar para ver o cumprimento de medidas realmente acontecerão dentro do prazo estabelcido, e como o Governo Suely manterá os gastos corretamentediante dos recursos que virão exclusivamente para estes itens que tratam da migração e do sistema penitenciário.

 

 

ban gov am

 

agnorte logo02

© 2015 Agência Norte Online. All Rights Reserved. Designed By HM