Twitter

AOS CANDANGOS - DF... Sim, ação imediatista do GDF, e sai a contratação de 200 médicos temporários, sendo 156 enfermeiros e demais profissionais. O anúncio veio do próprio governador Ibaneis Rocha, em evento hoje, 22, em ação de combate à dengue, no Sol Nascente/Pôr do Sol.
AOS DAMORIDAS - RR...'Falastrão', 'falso', 'só lábia', 'promete, mas, nunca cumpre'...Eis alguns adjetivos q o próprio povo que trabala, ou q trabalhava, ou ainda q apoiava o prefeito André, do Cantá. Cansados de receber só enrolação do prefeito, muitos dizem q darão o troco em outubro, nas urnas.  Tem vereador q já está conversando c/ Roberta, "ela tem palavra", garante seu eleitorado.
AOS JARAQUIS - AM... A deputada Débora Menezes mantém sua 'pegada' republicana, e por meio de suas redes sociais já confirmou presença na manifestação em apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro, convocada pelo próprio ex-presidente, também em suas redes sociais, em evento que acontecerá na Av. Paulista, em São Paulo, neste domingo (25). Cel. Menezes, que postula concorrer à Prefeitura de Manaus, também estará ao lado da filha.

24 de fevereiro de 2024

1200X200 - Copia
IMG_6988
650x90
IMG_7172
ESQUERDA CRIA NOVA FAKE NEWS PARA ATACAR ISRAEL
Em 27 de novembro de 2023
IMG_3419

Compartilhe

POR LEANDRO RUSCHEL
Israa Jaabis, a mulher desfigurada da foto, estava presa em Israel e foi trocada por reféns israelenses, capturados pelos terroristas do Hamas.
Nas redes sociais, há uma campanha de fake news promovendo a narrativa que seus ferimentos foram produzidos por torturas sofridas enquanto estava presa. Há uma outra versão circulando, em que o carro dela pegou fogo acidentalmente, mas, os policiais israelenses teriam obrigado a mulher a permanecer no veículo em chamas.
Na verdade, ela sofreu queimaduras em todo o corpo durante um ataque terrorista, em que explodiu dois botijões de gás enquanto tentava atravessar a fronteira entre a Palestina e Israel, em 2015.
Seu objetivo era matar o máximo de pessoas, mas, foi impedida pela ação de um policial israelense chamado Moshe Chen, que ficou gravemente ferido no ataque.
Jaabis foi levada para um hospital em Israel, sobrevivendo por conta do tratamento recebido, apesar de ter perdido os dedos das mãos e ter ficado com o rosto desfigurado. Ela teve a cara de pau de processar o governo israelense, exigindo uma cirurgia plástica para reconstruir seu nariz, o que foi negado.
A troca de reféns por terroristas condenados demonstra a assimetria desse conflito: de um lado a civilização representada por Israel, que chega ao ponto de oferecer tratamento médico a uma terrorista que tentava matar o maior número de israelenses. Do outro, selvagens que torturam, estupram, sequestram e matam civis inocentes.
Desgraçadamente, a militância de redação busca fazer a equivalência moral entre civis inocentes torturados e mantidos reféns, com criminosos do pior tipo. Ou simplesmente fazem propaganda pró-Hamas.
A BBC chegou ao ponto de dar a versão da terrorista, sobre a explosão do carro ter ocorrido por conta de um incêndio provocado por uma falha no motor, contrariando a própria defesa dela perante a corte israelense, que reconheceu a intenção de atacar o policial, mas não de promover um atentado…
O esquerdismo patológico da militância de redação ao redor do globo tem promovido não apenas a maior onda de desinformação já vista, como também a destruição do compasso moral ocidental.
O acesso aos artigos de Ruschel são gratuitos, mas você pode ser um colaborador e fazer uma doação para apoiar seu trabalho.
Play Video
Play Video
300x250 (1)